segunda-feira, 8 de abril de 2019

Damares resiste a alterar a Comissão de Anistia, como recomendou MPF

Ministério Público recomendou ao governo que os militares deixem a comissão



Damares Alves, ministra dos Direitos Humanos (Geraldo Magela/Agência Senado)

A ministra Damares Alves não está disposta a seguir a recomendação da Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão, vinculado ao Ministério Público Federal, de que os militares integrantes da nova Comissão de Anistia sejam trocados.

Dentro do ministério, o argumento é que a procuradoria não tem poderes para tal.

Para a procuradora Deborah Duprat, a incumbência de julgar arbitrariedades do regime militar cabe a pessoas com competência em direitos humanos e com a devida neutralidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente com responsabilidade, sem direcionar o seu comentário a nenhum membro ou pessoa particular. lembre-se que seu comentário ficará visível e poderá ou não ser respondido por qualquer pessoa.