quinta-feira, 21 de março de 2019

Prisão de Temer: Planalto receia “troco” de MDB, DEM e Centrão

Governo dá como certo atraso no calendário da reforma da Previdência



Ex-presidente MIchel Temer (Alan Santos/PR)

Dois ministros que despacham no Palácio do Planalto, e que receberam parlamentares nesta quinta, mostraram preocupação com a votação da reforma da Previdência após a prisão de Michel Temer e Moreira Franco. Tentam não associar o episódio a uma “vingança” do ministro Sergio Moro, que anda às turras com o Rodrigo Maia, genro de Moreira.

O governo já contabiliza atrasos na votação das mudanças na aposentadoria. Afinal, Maia era dos mais entusiastas. Um desses ministros prevê “troco” das bancadas do MDB, DEM e da turma do Centrão, que tem muita gente enrolada na Lava Jato

“Estive no Planalto e não vi ninguém comemorando a prisão de Temer. Ao contrário. Há preocupação” – disse um parlamentar do MDB que circulou por lá.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente com responsabilidade, sem direcionar o seu comentário a nenhum membro ou pessoa particular. lembre-se que seu comentário ficará visível e poderá ou não ser respondido por qualquer pessoa.