sexta-feira, 15 de março de 2019

Polícia investiga se dinamite que explodiu carros-fortes na RN-118 foi furtada de pedreira em Caicó

Na fuga, criminosos incendiaram um micro-ônibus — Foto: Jair Sampaio

A Polícia Civil do Rio Grande do Norte vai investigar se a dinamite usada na explosão dos dois carros-fortes na RN-118 na quarta-feira (13) foi furtada de uma pedreira na cidade de Caicó, na região Seridó potiguar, cerca de um mês antes. O caso vai ser apurado pela Delegacia de Caicó.

Na tarde de quarta-feira, bandidos explodiram e roubaram dinheiro de dois carros-fortes na RN-118, estrada que liga as cidades de Caicó a São João do Sabugi. A quadrilha ainda incendiou um micro-ônibus e um carro que passavam pela região. Um caminhão foi atravessado na pista, impedindo a passagem de quem trafegava pela estrada.

Os bandidos deixaram no local do crime uma bolsa com explosivos, que precisou ser analisada pelo esquadrão antibombas do Batalhão de Operações Especiais da Polícia Militar (Bope).

A suspeita é de que esses explosivos usados possam ter sido roubados de uma pedreira em Caicó no dia 15 de fevereiro deste ano. Ao todo, 75 quilos de explosivos foram furtados de uma empresa em Caicó localizada às margens da RN-288, próximo à saída da cidade para o município de São José do Seridó.

Na época do assalto à pedreira, o delegado Ricardo Brito, da Delegacia de Caicó, lembrou que esse tipo de material é geralmente usado em detonações de caixas eletrônicos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente com responsabilidade, sem direcionar o seu comentário a nenhum membro ou pessoa particular. lembre-se que seu comentário ficará visível e poderá ou não ser respondido por qualquer pessoa.