quinta-feira, 21 de março de 2019

Bretas corre de Gilmar em decisão que prendeu Temer

Para evitar soltura por parte do ministro do STF



Gilmar Mendes (Ueslei Marcelino/Reuters)

Para evitar desdobramentos indesejados da operação que prendeu Michel Temere Moreira Franco, o juiz Marcelo Bretas esclareceu em sua decisão que a ação de hoje em nada tem a ver com outros casos da Lava-Jato do Rio e que são relatados por Gilmar Mendes no STF – Saqueador e Calicute.

“Apenas para evitar confusões a respeito da competência para eventual impugnação desta decisão, repito que estes autos guardam relação de conexão e continência com a ação penal derivada da denominada operação Radioatividade e seus vários desdobramentos”, diz.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente com responsabilidade, sem direcionar o seu comentário a nenhum membro ou pessoa particular. lembre-se que seu comentário ficará visível e poderá ou não ser respondido por qualquer pessoa.