sexta-feira, 17 de agosto de 2018

Patrimonio de Carlos Eduardo Alves (MDB) cresceu quase 80% em dois anos.

Todos os candidatos ao Governo do RN já disputaram eleições anteriores. Fotos: TRE-RN

O patrimônio do ex-prefeito de Natal, Carlos Eduardo Alves, cresceu 76% em dois anos.

Em agosto de 2016, quando precisou declarar seus bens para disputar a reeleição para prefeito de Natal, ele disse ser dono de bens avaliados em R$ 1.994.985,41, hoje o candidato a governador do RN diz possuir R$3.522.502,89.

A maior parte dos lucros se origina em participações societárias que o prefeito não tinha em 2016.

Nominalmente, o candidato do PSOL, professor Carlos Alberto, tem patrimônio superior, de R$4.922.716,02.

O governador Robinson Faria declarou bens R$ 10,5 milhões, tendo aumentado em mais de 2,25 milhões, pois quando se elegeu governador, em 2014, ele tinha declarado R$ 8,33 milhões.

A candidata Fátima Bezerra do PT declarou patrimonio de R$807.668,42.

Os candidatos a governo do Estado do RN "mais pobres" são Heron Bezerra do PRTB que não tem nenhuma renda (declarada) e o candidato Freitas Jr da REDE que possui um patrimonio de R$ 1103,00 decorrente de um deposito em sua conta corrente.

    No RN, 8 candidatos registraram a candidatura ao governo. 
    Veja qual é o patrimônio informado por cada um deles ao Tribunal Superior Eleitoral:
    Brenno Queiroga (Solidariedade): R$ 975.000,00
    Carlos Alberto (PSOL): R$ 4.922.716,02
    Carlos Eduardo (PDT): R$ 3.522.502,02
    Dário Barbosa (PSTU): R$ 215.000,00
    Fátima Bezerra (PT): R$ 807.668,42
    Freitas Júnior (Rede): R$ 1.103,20
    Heró Bezerra (PRTB): R$ 0,00
    Robinson Faria (PSD): R$ 10.586.005,00

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente com responsabilidade, sem direcionar o seu comentário a nenhum membro ou pessoa particular. lembre-se que seu comentário ficará visível e poderá ou não ser respondido por qualquer pessoa.