sábado, 17 de dezembro de 2011

'Doeu, mas valeu', frase dita por menino que salvou bebê de ataque de cão em MS.

 Um menino de oito anos de idade salvou um bebê do ataque de um cachorro, na tarde de sexta-feira (16), em Sidrolândia, a 70 quilômetros de Campo Grande. O garoto havia sido deixado pela mãe na casa de uma vizinha e brincava no quintal quando o cão tentou atacar a menina de um ano de idade.
Segundo o garoto, assim que viu o cachorro correr em direção à menina, ele entrou na frente para defendê-la. Ele teve as mãos e uma das pernas mordidas pelo animal, e em seguida foi levado ao hospital da cidade para receber atendimento médico. “Doeu, mas valeu a pena”, disse o garoto.
A mãe do garoto, a dona de casa Cassilda Corvazan, de 32 anos, explicou que deixou o filho na casa da vizinha para ir até o centro da cidade. “Quando fiquei sabendo do acontecido eu estava na rua, tinha ido fazer compras. Fiquei desesperada com a notícia e só me acalmei quando vi meu filho no hospital”, conta.
Cassilda disse ainda que o cachorro agressor, da raça boxer, é de propriedade de outra vizinha, e que o cão vive muito tempo preso e fica estressado por causa disso. Já a mãe do bebê, a dona de casa Andressa de Souza, 21 anos, teme a possibilidade de novos ataques. “Já falei com meu pai e vamos dar um jeito de murar a casa. Do jeito que está, não oferece segurança alguma. Minha filha agora não sai de dentro de casa”, relata.
As mulheres disseram que a dona do cachorro não prestou socorro à criança, mas mesmo assim, preferiram não registrar boletim de ocorrência.
“Esse cachorro tem alguma coisa contra criança. Sempre que escapa, ele avança sobre elas. Vamos tomar todo o cuidado para isso não ocorrer mais, pois da próxima podemos não ter a mesma sorte de ter um herói perto dela”, relata Andressa.
http://s.glbimg.com/jo/g1/f/original/2011/12/17/sidrolandi1.jpg
Menino mostra ferimentos provocado pelo cão
 Fonte: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente com responsabilidade, sem direcionar o seu comentário a nenhum membro ou pessoa particular. lembre-se que seu comentário ficará visível e poderá ou não ser respondido por qualquer pessoa.