segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Acompanhado de Marisa Letícia, Lula chega ao Hospital Sírio-Libanês para começar o tratamento

Lula chega ao hospital acompanhado da Esposa
O médico cardiologista Roberto Kalil, que cuida pessoalmente da saúde do ex-presidente Lula, estima que o petista tem 75% de chances de cura do câncer na laringe, descoberto no sábado (29). “Segundo a equipe médica, a chance é grande de uma cura. Ele vai poder retornar a vida dele normal. Acima de 75%. Mas tudo depende da resposta do tratamento”, disse Kalil nesta segunda-feira (31), em entrevista à rádio Estadão/ESPN. Segundo o médico, o ex-presidente Lula parou de fumar há um ano – o uso cigarro e o álcool é apontado como fator de risco para a doença. Na entrevista, Kalil assegurou ainda que o petista deve retomar “as atividades normais”, entre elas a agenda política, a partir do fim de janeiro, quando acabar o tratamento de radioterapia, marcado para começar no início do ano. Lula começa nesta segunda o tratamento quimioterápico, que durará dois meses. Segundo o médico, os oncologistas do Hospital Sírio-Libanês informaram que o tratamento não deve afetar a voz de Lula. Já sua barba e cabelo, devem cair. Indagado sobre uma suposta preocupação do ex-presidente em perder os pelos, Kalil minimizou: “Ele nunca externou isso. Quando a equipe médica externou que a quimioterapia poderia, evidentemente, deixar ele sem barba e cabelo, a reação foi normal. Tá bom, fazer o que?”, indagou.

Fonte: bahianoticias.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente com responsabilidade, sem direcionar o seu comentário a nenhum membro ou pessoa particular. lembre-se que seu comentário ficará visível e poderá ou não ser respondido por qualquer pessoa.